Regressar à lista

PREVENÇÃO DE SAÍDA INVOLUNTÁRIA DE VIA

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Utilizando as informações da câmara 1, a função desencadeará uma ação corretiva do sistema de direção do veículo se uma linha contínua ou descontínua for transposta sem a ativação dos pisca-piscas.

Localização da câmara 1

Certifique-se de que o para-brisas não está tapado (sujidade, lama, neve, condensação, etc.).

É possível retomar o controlo do veículo em qualquer momento acionando o volante.

Esta função constitui uma ajuda suplementar à condução. Esta função não substitui, de forma alguma, a vigilância e a responsabilidade do condutor, o qual deve assegurar sempre o controlo do veículo.

Ativação/desativação

Antes de ativar a função, no modo “Veículo” do ecrã multimédia 2, prima o menu “Assistente de condução” e, em seguida, o menu “Sistema de assistência na transposição involuntária de via” e selecione “Prevenção de transposição involuntária de via”.

Prima o interruptor 3 para ativar a função.

A mensagem “Transposição Involuntária de Via ativada” e o testemunho “” são apresentados no quadro de instrumentos e o testemunho do interruptor 3 acende-se.

Quando a prevenção de saída involuntária de via é ativada, incorpora a função “Alerta de transposição involuntária de via”, mesmo que não seja selecionada no ecrã multimédia ALERTA DE TRANSPOSIÇÃO INVOLUNTÁRIA DE VIA.

Se não for selecionada qualquer função lateral no menu “Sistema de assistência na transposição involuntária de via”, quando o interruptor 3 for premido, a mensagem “Transposição Involuntária de Via não configurada” será apresentada no quadro de instrumentos. O testemunho do interruptor 3 permanece apagado.

Para desativar a função, prima o interruptor 3 ou anule a seleção de “Prevenção de transposição involuntária de via” no menu “Sistema de assistência na transposição involuntária de via”.

O testemunho apaga-se no quadro de instrumentos.

O testemunho 3 apaga-se e a mensagem “Transposição Involuntária de Via desativada” é apresentada no quadro de instrumentos quando o interruptor 3 é premido ou quando a seleção de todas as funções laterais é cancelada no menu “Sistema de assistência na transposição involuntária de via”.

Sempre que o veículo é ligado, a função continua no modo guardado aquando da última paragem do motor.

Funcionamento

Quando a função é ativada, o testemunho e as linhas esquerda e direita 4 são apresentados a cinzento no quadro de instrumentos.

A função está pronta a intervir quando a velocidade do veículo está compreendida entre aproximadamente 65 km/h e 150 km/h ou 160 km/h, consoante o veículo, e se o testemunho e os indicadores das linhas esquerda ou direita 4 forem apresentados a branco.

A função reagirá se o veículo transpuser uma linha sem a ativação dos pisca-piscas.

Nestes casos:

- a função inicia uma ação no sistema de direção do veículo de modo a corrigir a trajetória do veículo;

- o testemunho e o indicador 4 no lado do traço cruzado fica amarelo no quadro de instrumentos.

Nota: nas curvas, a função permite cortar ligeiramente a trajetória.

Se a ação corretiva no sistema da direção não for suficiente, o testemunho e o indicador 4 no lado da linha transposta ficarão vermelhos no quadro de instrumentos, acompanhados de uma vibração no volante.

Casos particulares

Ao utilizar a função:

- Se o sistema deixar de poder detetar qualquer ação do condutor no volante, o testemunho será apresentado a laranja no quadro de instrumentos, acompanhado da mensagem “Manter controlo” e de um aviso sonoro.

O aviso sonoro é emitido juntamente com o testemunho e a mensagem até o condutor assumir o controlo;

- se o sistema permanecer ativo durante demasiado tempo, será emitido um aviso sonoro, o indicador 4 no lado da linha em questão piscará e o testemunho será apresentado a laranja até o condutor assumir novamente o controlo do veículo.

Pode interromper a correção da trajetória em qualquer momento movendo o volante.

Temporariamente indisponível

O sistema deixará de estar disponível se:

- ultrapassagem muito rápida do traço;

- circulação contínua sobre um traço;

- quatro segundos, aproximadamente, após mudar de via;

- curvas apertadas;

- visibilidade reduzida;

- ativação de um dos pisca-piscas;

- forte aceleração;

- travagem de emergência;

- a largura da via de trânsito se alterar;

- o sistema de travagem de emergência ativa for ativado.

Se a função estiver indisponível, o testemunho e os testemunhos de correção dos lados esquerdo/direito 3 serão apresentados no quadro de instrumentos.

Condições de não ativação do sistema

O sistema não pode ser ativado quando:

- a marcha-atrás está engrenada;

- o campo de visão da câmara está obstruído;

- o testemunho û é apresentado.

O testemunho e os testemunhos de traço esquerdo/direito são apresentados a cinzento no quadro de instrumentos.

regulações

Para aceder às regulações da função no ecrã multimédia 2, consulte as instruções do sistema multimédia:

- “Vibração de alerta”: regular o nível da vibração do volante da função “Alerta de transposição involuntária de via”;

- “Antecipação da saída da pista”: regular o nível de sensibilidade da deteção das linhas. Para tal, selecione:

- «Atrasada»: traço detetado ao cruzar;

- “Standard”: traço detetado na aproximação;

- «Precoce»: deteção de traço nas imediações.

Para mais informações, consulte o manual do sistema multimédia.

Anomalia de funcionamento

Quando o sistema deteta uma anomalia de funcionamento, os indicadores das linhas esquerda e direita e o testemunho permanecem a cinzento no quadro de instrumentos.

Em alguns casos, são acompanhados pelo seguinte:

- a mensagem “Ajudas condução indisponíveis”;

- o testemunho e a mensagem “Verificar ajudas à condução” ou a mensagem “Verificar câmara dianteira”.

Consulte um representante da marca.

Esta função constitui uma ajuda suplementar à condução. Esta função não substitui, de forma alguma, a vigilância e a responsabilidade do condutor, o qual deve assegurar sempre o controlo do veículo.

Intervenções/reparações do sistema

- Em caso de embate, o alinhamento da câmara poderá ser modificado e o respetivo funcionamento poderá ser afetado. Desative a função e consulte um representante da marca.

- Qualquer intervenção na zona da câmara (reparações, substituições, modificações no para-brisas, etc.) deve ser realizada por um profissional qualificado.

Apenas um representante da marca está habilitado a intervir no sistema.

Casos de perturbação do sistema

Determinadas condições podem perturbar ou degradar o funcionamento do sistema, tais como:

- para-brisas tapado (por sujidade, gelo, neve, condensação, etc.);

- um meio ambiente complexo (túnel, etc.);

- más condições atmosféricas (neve, chuva, granizo, fina camada de gelo, etc.);

- má visibilidade (noite, nevoeiro, etc.);

- as marcações da estrada são irregulares ou difíceis de distinguir (por exemplo, parcialmente apagadas, espaçamento excessivo, piso irregular, etc.);

- encandeamento (sol intenso, luzes de veículos em sentido contrário, etc.);

- a estrada é estreita, sinuosa ou ondulante (curvas apertadas, etc.);

- atrás de um veículo próximo na mesma via.

Neste caso, a função “Prevenção de transposição involuntária de via” poderá reagir incorretamente ou não reagir de todo.

Risco de correção involuntária ou incorreta ou ausência de correção da trajetória.

Desativação da função

Será necessário desativar a função se:

- a zona da câmara tiver sido danificada (no lado do para-brisas ou no lado do retrovisor interior);

- a estrada estiver escorregadia (neve, fina camada de gelo, aquaplanagem, gravilha, etc.);

- má visibilidade (noite, nevoeiro, etc.);

- o para-brisas estiver fissurado ou distorcido (não realize reparações do para-brisas nesta zona; solicite a respetiva substituição junto de um representante da marca);

- o veículo rebocar um atrelado ou uma caravana;

- o veículo estiver a entrar numa zona com diversas marcações na superfície (uma zona com trabalhos na via, etc.).

prevenção de transposição involuntária de via

alerta de transposição involuntária de via