Regressar à lista

CAIXA DE VELOCIDADES AUTOMÁTICA, ALAVANCA ELETRÓNICA

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Alavanca seletora eletrónica 1

R: marcha atrás

N: ponto-morto

D: andamento para a frente automático (modo automático)

P : estacionamento, botão 2

O testemunho 3 apresenta a relação engrenada.

No quadro de instrumentos, os seguintes símbolos facultam as seguintes informações:

4: posição da relação engrenada;

5 : posição acessível a partir da posição atual movendo a alavanca seletora 1 um entalhe para a frente ou para trás;

6 : posição acessível a partir da posição atual movendo a alavanca seletora 1 dois entalhes para a frente ou para trás.

Os símbolos 5 ou 6 são apresentados para indicar as relações que podem ser selecionadas. Se estes símbolos estiverem ausentes, tal indicará que não é possível selecionar as relações a partir da posição atual.

Seletor impulsional

Desloque a alavanca seletora 1 um ou dois entalhes para a frente ou para trás para engrenar a posição pretendida (R, N ou D) e, em seguida, solte a alavanca para que esta regresse à posição estável.

A posição selecionada é apresentada no quadro de instrumentos juntamente com o testemunho 4 à frente da posição.

Se determinadas condições impedirem a passagem de uma posição para outra, a posição solicitada piscará no quadro de instrumentos.

Para engrenar a posição P

Com o veículo parado, o motor a trabalhar ou a ignição ligada, prima o botão 2 para engrenar a posição P. O testemunho no botão 2 acende-se a laranja assim que a posição Park (estacionamento) da caixa de velocidades é engrenada.

Para desengrenar a posição P

Com o veículo parado e o motor a trabalhar, carregue no pedal de travão e desloque a alavanca seletora 1 para a frente ou para trás, consoante a posição pretendida. O testemunho do botão 2 apaga-se.

Se o pedal do travão não estiver premido, a mensagem “Carregar travão” e o indicador são afixados no quadro de instrumentos.

Observação:

- Se o condutor abrir a sua porta para sair do veículo enquanto a posição P não estiver engrenada, será emitido um sinal sonoro e a mensagem «P não engrenada» será apresentada no quadro de instrumentos.

- O testemunho é apresentado sempre que seja necessário carregar no pedal de travão para mudar a posição da caixa de velocidades automática.

Para engrenar a posição de ponto-morto

Com o veículo parado e o motor a trabalhar, para selecionar a posição N, desloque a alavanca seletora 1 um entalhe para a frente ou para trás, consoante a relação engrenada.

Verifique se o indicador P no quadro de instrumentos e o indicador no botão 2 estão ativados antes de sair do veículo.

Risco de perda de imobilização do veículo.

Condução em modo automático

Com o veículo parado e o motor a trabalhar, desloque a alavanca seletora 1 dois entalhes para trás para engrenar a posição D.

Se alguma das condições não estiver aplicada, D pisca durante cerca de 5 segundos e a mensagem «Carregar travão» é afixada no quadro de instrumentos durante cerca de 15 segundos.

Na maioria das condições de circulação, não terá que tocar mais na alavanca: as mudanças de relação ocorrerão sozinhas, na devida altura e no regime conveniente do motor, porque o automatismo tem em conta a carga do veículo, o perfil da estrada e o estilo de condução escolhido.

Nota: com o motor a trabalhar e o veículo a circular entre 0 e 8 km/h, na posição N ou R, não é necessário carregar no pedal de travão para engrenar a posição D. Isto é útil no estacionamento, quando são necessárias várias manobras de marcha para a frente e para trás.

Condução económica

Em estrada, deixe sempre a alavanca na posição D porque, desta forma, se mantiver o pedal do acelerador pouco premido, as mudanças de relação ocorrerão automaticamente num regime de motor mais baixo.

Acelerações e ultrapassagens

Prima a fundo o pedal do acelerador (até ultrapassar o ponto duro do pedal).

É igualmente possível reduzir a relação em qualquer momento para realizar uma ultrapassagem premindo a patilha esquerda.

Para engrenar a marcha-atrás

Com o veículo parado e o motor a trabalhar, desloque a alavanca seletora 1 dois entalhes para a frente para engrenar a posição R.

Se o pedal de travão não estiver a ser premido, será emitido um sinal sonoro, a visualização da posição R piscará durante cerca de 5 segundos na grelha apresentada no quadro de instrumentos e a mensagem «Carregar travão» será apresentada durante aproximadamente 15 segundos.

Nota: com o motor a trabalhar, o veículo a circular entre 0 e 8 km/h e a posição N ou D engrenada, não é necessário carregar no pedal de travão para engrenar a posição R. Isto é útil no estacionamento, quando são necessárias várias manobras de marcha para a frente e para trás.

Patilhas de mudanças 7 e 8

Consoante o veículo, as patilhas 78 podem ser utilizadas para mudar de relação quando a alavanca se encontrar na posição D.

7: mudar para uma relação inferior.

8: mudar para uma relação superior.

As posições P, N e R não podem ser acedidas com as patilhas.

Condução em modo manual

Ao conduzir na posição D, é possível passar para o modo de condução manual utilizando as patilhas 78 no volante. Consoante o veículo, estão disponíveis dois modos de condução manual:

- o modo manual “temporário” pode ser utilizado para forçar a mudança de relação, premindo brevemente uma das duas patilhas. O modo de condução D e a relação engrenada são apresentados no quadro de instrumentos. A letra D e a seta descendente são apresentadas com maior luminosidade no testemunho 3.

Nota: a caixa de velocidades ajustar-se-á ao modo D automático se a relação engrenada deixar de ser a ideal para a performance do veículo ou se não for realizada qualquer ação nas patilhas durante um determinado período de tempo.

- o modo manual permanente é ativado efetuando uma pressão longa em qualquer uma das patilhas. O modo de condução M e a relação engrenada serão apresentados no visor 9 no quadro de instrumentos. Todas as letras e a seta descendente são apresentadas com retroiluminação no testemunho 3.

Nota: consoante o veículo, o regresso ao modo automático é realizado através de uma pressão longa na patilha direita ou deslocando a alavanca impulsional 1 um ou dois entalhes para trás.

Em todos os casos:

- para passar a mudanças inferiores, prima a patilha esquerda;

- para passar a mudanças superiores, prima a patilha direita.

Nota: Consoante o visor, os testemunhos + e - ou e sugerirão o engrenamento de uma relação superior ou inferior.

Casos particulares

Em determinadas condições de condução (originando, por exemplo, a proteção do motor, o funcionamento do sistema de controlo eletrónico de estabilidade: ESC, etc.), o sistema automatizado poderá mudar automaticamente de relação.

Da mesma forma, para evitar «manobras erradas», a passagem a determinada relação pode ser recusada pelo «automatismo»; neste caso, a afixação pisca durante alguns segundos para o avisar desse facto.

Situações excepcionais

- Se o tipo de piso ou as condições climáticas (subidas acentuadas, descidas acentuadas, neve, areia ou lama profundas) dificultarem a permanência no modo automático, consoante o veículo, será aconselhável passar para o modo manual utilizando as patilhas. Esta ação permite evitar as frequentes mudanças de velocidades impostas pelo «automatismo» e obter uma boa travagem-motor em caso de descida acentuada.

- Com tempo muito frio, para evitar que o motor pare, aguarde alguns instantes antes de sair da posição P ou N e de engrenar a alavanca em D ou R

Paragem do veículo

Em veículos equipados com a alavanca 1, a posição P é automaticamente engrenada e o travão de estacionamento automático (em veículos equipados com essa função) é acionado quando:

- o motor para;

- o cinto de segurança do condutor é desencaixado e o veículo para;

- a porta do condutor é aberta e o veículo para.

É apresentado P no quadro de instrumentos e o testemunho do botão P acende-se.

Dado que a posição P é automaticamente engrenada quando o motor para, poderá será necessário engrenar a posição N em situações específicas (por exemplo, ao utilizar determinadas estações de lavagem):

- Com o motor a trabalhar, prima o botão P, desloque a alavanca seletora 1 um entalhe para a frente ou para trás e, em seguida, desligue o motor.

- Com o motor desligado e a ignição ligada, desloque a alavanca seletora 1 um entalhe para a frente ou para trás e, em seguida, desligue o motor.

Da próxima vez que o motor for ligado, a posição P será engrenada automaticamente de acordo com os casos descritos anteriormente.

Na subida, para permanecer parado, não deixe o pé no acelerador.

Risco de sobreaquecimento da caixa de velocidades automática.

Por segurança, nunca desligue a ignição antes do veículo estar completamente parado.

Periodicidade de manutenção

Consulte o documento de manutenção do seu veículo ou consulte um representante da marca para verificar se a caixa de velocidades automática necessita de uma manutenção periódica.

Se não necessitar de manutenção, não será necessário repor o óleo ao nível.

Anomalia de funcionamento

- em andamento, se a mensagem «Mandar verificar cx. velocidades» for apresentada no quadro de instrumentos, indicará uma avaria.

Consulte um representante da marca, logo que possível;

- em andamento, se a mensagem «Sobreaquecimento cx. velocidades»for apresentada no quadro de instrumentos, pare assim que possível para deixar a caixa de velocidades arrefecer até ao desaparecimento da mensagem;

- Resolução de problemas num veículo com caixa de velocidades automática REBOQUE: desempanagem.

No caso de uma avaria no motor ou de uma avaria elétrica (falha da bateria) que afete o funcionamento da caixa de velocidades automática, certifique-se de que o veículo está devidamente imobilizado.

Em caso de colisão na parte inferior do veículo durante uma manobra (por exemplo, contacto com um pilarete, um passeio mais elevado ou qualquer outro mobiliário urbano) pode danificar o veículo (por exemplo, deformação de um eixo).

Para evitar o risco de acidente, mande verificar o seu veículo num representante da marca.