Regressar à lista

CHAMADA DE EMERGÊNCIA

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Se o veículo estiver equipado com esta funcionalidade, o sistema de chamada de emergência permitirá telefonar (gratuitamente) para os serviços de emergência de forma automática ou manual em caso de acidente ou doença, de modo a reduzir o tempo necessário para que os serviços de emergência cheguem ao local.

Se utilizar a função de chamada de emergência para reportar um acidente que tenha testemunhado, tal implicará parar, se as condições de circulação o permitirem, de modo a permitir que os serviços de emergência localizem o seu veículo e, como tal, a localização do acidente reportado.

Respeite a legislação local.

Utilize a chamada de emergência apenas em caso de emergência se estiver envolvido ou testemunhar um acidente ou caso se sinta doente.

Em caso de acidente, se a localização e as condições de circulação o permitirem, permaneça perto do veículo, de modo a poder responder rapidamente à central de atendimento, se necessário.

1 Testemunho de funcionamento do sistema:

- verde: operacional

(rede disponível);

- apagado: inoperacional

(rede indisponível);

- vermelho: anomalia

de funcionamento;

- verde intermitente: chamada em curso.

2 Testemunho do modo automático.

3 Botão SOS.

4 Microfone.

5 Altifalante.

Uma chamada é realizada da seguinte forma:

- a chamada para os serviços de emergência é estabelecida;

- enviar dados relacionados com o incidente matrícula do veículo, hora local da chamada, últimas posições, direção do veículo, etc.;

- comunicação de voz com os serviços de emergência;

- se necessário, é realizada uma chamada para a assistência de emergência.

A chamada de emergência dispõe de dois modos:

- modo automático;

- modo manual.

Modo automático

Se o testemunho do modo automático 2 for apresentado a verde, tal confirmará que o sistema automático está ativo.

A chamada de emergência é automaticamente iniciada no caso de um acidente que tenha solicitado a ativação do equipamento de proteção (pré-tensores dos cintos de segurança, airbag, etc.).

Modo Manual

A chamada de emergência é realizada da seguinte forma:

- efetuando uma pressão longa no botão 3 durante, pelo menos, três segundos;

ou

- premindo o botão 3 cinco vezes no espaço de dez segundos.

No caso de um acionamento inadvertido, é possível cancelar a chamada premindo o botão 3 durante aproximadamente 2 segundos antes da realização da chamada para a central de atendimento.

Após o estabelecimento de uma chamada, apenas a central de atendimento pode realizar a chamada.

Modo de teste

(consoante a legislação local)

O modo de teste está exclusivamente reservado a representantes da marca de modo a verificar se a funcionalidade de chamada de emergência funciona corretamente.

Para ativar o modo de teste:

- efetue uma pressão breve no botão 3 por três vezes;

- aguarde aproximadamente 15 segundos;

- efetue uma pressão breve no botão 3 por três vezes.

A saída do modo de teste é automática.

Anomalia de funcionamento

Em alguns casos, a chamada de emergência poderá não funcionar (por exemplo, bateria com pouca carga).

Quando o sistema deteta uma anomalia de funcionamento, o testemunho 1 fica vermelho durante mais de 30 minutos; consulte um representante da marca assim que possível.

O sistema funciona com uma bateria dedicada. A vida útil da bateria é de aproximadamente quatro anos (o testemunho 1 acende-se a vermelho para o informar quando a bateria se aproximar do fim da respetiva vida útil).

Consulte um representante da marca.

No sentido de garantir a sua segurança e o correto funcionamento do sistema, todas as intervenções realizadas na bateria (remoção, desligamento, etc.) devem ser realizadas por um profissional qualificado.

Risco de queimaduras por choques elétricos.

Respeite imperativamente a periocidade de substituição mencionada no documento de manutenção sem a ultrapassar.

O tipo da bateria é específico. Certifique-se de que a bateria é substituída por um tipo idêntico.

Chame um representante da marca.

Sem a funcionalidade de chamada de emergência, o sistema não será rastreável e não estará sob constante vigilância. Os dados são apagados automática e constantemente e o sistema apenas memorizará as últimas três posições do veículo.

De acordo com a legislação local, os dados apenas são enviados no caso de uma chamada de emergência. Os dados enviados para a central de atendimento são tratados de acordo com a legislação de proteção de dados em vigor no país em que o veículo se encontra. O sistema apenas memoriza dados do histórico de atividade durante 13 horas.

O proprietário do veículo tem o direito de aceder aos seus dados. O proprietário pode solicitar a correção, eliminação ou bloqueio dos dados.